terça-feira, 31 de agosto de 2010

Não sei

Não sei quem é mais errado nesta vida; a mulher que despreza o amor verdadeiro de um homem que se parece mentiroso, que troca todos os sonhos, todo sentimento sinceros por um colar de perolas, ou se o amor que este homem finge não sentir para poder se libertar das garras do passado avassalador que destrói seu peito e arranca sem piedade, de dentro de sua alma seu sórdido coração.

Não sei se é errado fingir que em nossas veias não mais existem o gosto amargo daquilo que nos dá vida; o amor, para tentarmos fugir sabe Deus lá do quê, e continuarmos em nossos caminhos íngremes que a porra do destino insiste nos empurrar.

Não sei se é errado querer que o mundo se acabe neste exato momento, querer que os prédios que rodeiam meus pensamentos caiam, que as crianças que brincam felizes adormeçam, que os namorados que se enamoram atrás da gangorra, briguem. Não sei se é errado querer que todos sintam este latejo voraz que me causa tremores nas pernas e que ao mesmo tempo anestesia minha mente estúpida que só vive a pensar em coisas mortas minguando minha morte.

Não sei o que é certo, tampouco, conheço o errado. Por isso, não sei se é errado querer o que é certo. Não sei se é certo querer que os pássaros cessem o cantar melodioso que anima as estrelas, enquanto o resto do mundo ouve minhas lágrimas, tilintar na terra vil.

Não sei se é errado chorar, verdadeiramente, hoje as mentiras que andei cantando ontem, não sei é errado, querer amar quem não me amar, querer quem não me quer, trocar a minha vida pelo amor de uma qualquer... Mas se na verdade eu Pudesse querer alguma coisa, eu gostaria de querer viver em paz a vida errada que Deus me meu.


4 comentários:

Maria disse...

O tempo é muito lento para os que esperam, muito rápido para os que têm medo, muito longo para os que lamentam, muito curto para os que festejam, mas, para os que amam, o tempo é eterno..."

Carlos Fariello disse...

adorei, como posso falar direto com vc?

Marcos Lopes (Nene) disse...

É só escrever para professor.lopes@gmail.com

Danila Xavier disse...

Parabéns Marcos,adorei me vi em vaias de suas postagens!!!! Como é bom ler coisas boas!!!!! Em especial adorei "Não Sei" ela me remete a muita coisa.

terça-feira, 31 de agosto de 2010

Não sei

Não sei quem é mais errado nesta vida; a mulher que despreza o amor verdadeiro de um homem que se parece mentiroso, que troca todos os sonhos, todo sentimento sinceros por um colar de perolas, ou se o amor que este homem finge não sentir para poder se libertar das garras do passado avassalador que destrói seu peito e arranca sem piedade, de dentro de sua alma seu sórdido coração.

Não sei se é errado fingir que em nossas veias não mais existem o gosto amargo daquilo que nos dá vida; o amor, para tentarmos fugir sabe Deus lá do quê, e continuarmos em nossos caminhos íngremes que a porra do destino insiste nos empurrar.

Não sei se é errado querer que o mundo se acabe neste exato momento, querer que os prédios que rodeiam meus pensamentos caiam, que as crianças que brincam felizes adormeçam, que os namorados que se enamoram atrás da gangorra, briguem. Não sei se é errado querer que todos sintam este latejo voraz que me causa tremores nas pernas e que ao mesmo tempo anestesia minha mente estúpida que só vive a pensar em coisas mortas minguando minha morte.

Não sei o que é certo, tampouco, conheço o errado. Por isso, não sei se é errado querer o que é certo. Não sei se é certo querer que os pássaros cessem o cantar melodioso que anima as estrelas, enquanto o resto do mundo ouve minhas lágrimas, tilintar na terra vil.

Não sei se é errado chorar, verdadeiramente, hoje as mentiras que andei cantando ontem, não sei é errado, querer amar quem não me amar, querer quem não me quer, trocar a minha vida pelo amor de uma qualquer... Mas se na verdade eu Pudesse querer alguma coisa, eu gostaria de querer viver em paz a vida errada que Deus me meu.


4 comentários:

Maria disse...

O tempo é muito lento para os que esperam, muito rápido para os que têm medo, muito longo para os que lamentam, muito curto para os que festejam, mas, para os que amam, o tempo é eterno..."

Carlos Fariello disse...

adorei, como posso falar direto com vc?

Marcos Lopes (Nene) disse...

É só escrever para professor.lopes@gmail.com

Danila Xavier disse...

Parabéns Marcos,adorei me vi em vaias de suas postagens!!!! Como é bom ler coisas boas!!!!! Em especial adorei "Não Sei" ela me remete a muita coisa.